Meu Deus eu Creio, Adoro, Espero e Amo-Vos. Peço-Vos perdão para todos aqueles que não creem, não adoram, não esperam e não Vos amam.

Translate

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Translate Formação Católica

06 setembro 2015

UTILIDADE DAS DISCUSSÕES - COMENTÁRIO ELEISON - 156



UTILIDADE DAS DISCUSSÕES
ELEISON COMMENTS CLVI (10 de Julho de 2010)


Muitas almas católicas atualmente preocupadas com as discussões em curso entre Roma e a Fraternidade de São Pio X poderiam ser um pouco tranqüilizadas se pudessem ouvir, como eu há dois meses, o Bispo Dom de Galarreta dando suas razões de porque essas discussões devem continuar até seu final programado (mas não além). Elas apresentam pouco risco e algumas vantagens, ele diz.

Após o encontro introdutório em outubro passado, ocorreram discussões de fato em janeiro, março e maio deste ano. Cada reunião tem um antes, um durante e um depois. Antes de tudo, a equipe de quatro representantes da FSSPX submete aos quatro teólogos de Roma uma declaração baseada na doutrina católica sobre o assunto em questão, juntamente com os problemas causados pela doutrina contrária advinda do Vaticano II. Na reunião, os Romanos dão suas respostas, e o debate oral que se segue é gravado. Posteriormente, a FSSPX elabora um resumo escrito da discussão gravada. Até agora, apenas a liturgia e a liberdade religiosa foram discutidas, mas o Bispo prevê que todas as discussões necessárias restantes sejam concluídas até à primavera do ano que vem.

Na avaliação destas discussões, ele distingue entre o simples fato de sua ocorrência, e seu conteúdo. Quanto a seu conteúdo, ele diz que a equipe da FSSPX está desapontada com o debate oral porque, como outro membro da equipe me disse: “Eles carecem de precisão teológica. Duas linhas de pensamento que não se encontram não produzem um diálogo, mas dois monólogos. No entanto, os Romanos são agradáveis conosco, logo as reuniões se parecem menos ao vinagre que a maionese. Dizemos o que pensamos. Não estamos sob nenhuma ilusão”. Mas o bispo diz que o produto das discussões escritas, antes e após as reuniões constituirão um valioso dossiê para distinguir a Verdade Católica de o erro Conciliar e para rastrear a última evolução desse erro. “Desde a época de João Paulo II, o erro tem se tornado mais sutil”, diz ele.

Quanto ao simples fato das discussões, o Bispo vê algumas vantagens adicionais. Em primeiro lugar, é bom para os Romanos conhecerem os representantes da FSSPX, e vice-versa – tal contato pode eliminar grande parte da confusão que existe e que o Diabo tanto ama. Nem o Bispo vê grande perigo nesse contato, porque esses Romanos em particular não são perversos, ele diz, e é claro de onde eles estão vindo e para onde querem ir. Em segundo lugar, o simples fato de Roma, ao mais alto nível, estar discutindo seriamente a doutrina da FSSPX dá crédito à Fraternidade aos olhos de muitos típicos sacerdotes de boa vontade, inacessíveis à Tradição. E em terceiro lugar, alguns dos melhores cérebros de Roma acabam sendo ocasionalmente surpreendidos pelos velhos argumentos apresentados mais uma vez pela FSSPX. Em outras palavras, a Verdade Católica pode estar apenas começando, mas está começando, a impor-se mais uma vez.

Caros leitores, tenhamos paciência, e uma ilimitada confiança na Providência de Deus – afinal, é a Igreja d’Ele! E rezemos à Mãe de Deus para que mantenha em cada um de nós o amor daquela Verdade que por si só pode salvar as nossas almas, e que por si só pode restaurar a Autoridade Católica.

Kyrie eleison.

Nenhum comentário:

Postar um comentário