Meu Deus eu Creio, Adoro, Espero e Amo-Vos. Peço-Vos perdão para todos aqueles que não creem, não adoram, não esperam e não Vos amam.

Translate

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Translate Formação Católica

05 junho 2017

SENHOR JESUS BONDOSO PELICANO

"Senhor Jesus, bondoso pelicano,
Lava-me, eu que sou imundo, em teu sangue..."

A iconografia cristã abrange um rico conjunto de símbolos que refletem realidades espirituais, cujo alto significado é de algum modo explicitado por figuras terrenas.

Especialmente presente nesse conjunto está a Eucaristia, fonte de vida da Igreja. E dentre as distintas representações que a ilustram, uma chama de modo particular a atenção: a do pelicano rasgando o próprio peito para alimentar suas crias.

Este símbolo tem sua origem numa antiga lenda muito difundida pelos bestiários medievais, segundo a qual o pelicano, em tempos de escassez, alimentava seus filhotes com sangue tirado do próprio peito. Tão admirável comportamento levou a relacionar essa ave com Nosso Senhor Jesus Cristo, o qual oferece seu próprio Corpo na Eucaristia para nos alimentar.

Já nos albores do século V, São Jerônimo valeu-se desse significado simbólico ao comentar o versículo 7 do Salmo 101: "Assemelho-me ao pelicano do deserto, sou como a coruja nas ruínas".

Séculos depois, ele inspirou uma das mais belas estrofes do hino Adoro te devote, no qual Santo Tomás de Aquino exclama:

"Pie pellicane, Iesu Domine, me immundum munda tuo sanguine. Cuius una stilla salvum facere totum mundum quit ab omni scelere".
"Senhor Jesus, bondoso pelicano, Lava-me, eu que sou imundo, em teu sangue Pois que uma única gota faz salvar Todo o mundo e apagar todo pecado"
O simbolismo eucarístico desta ave se encontra também em numerosas obras de arte: esculturas, pinturas e até em textos literários, como o da Divina Comédia, de Dante.


Nenhum comentário:

Postar um comentário