Meu Deus eu Creio, Adoro, Espero e Amo-Vos. Peço-Vos perdão para todos aqueles que não creem, não adoram, não esperam e não Vos amam.

Translate

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Translate Formação Católica

09 setembro 2015

QUEDA HORRÍVEL II - COMENTÁRIO ELEISON - 310

QUEDA HORRÍVEL II
CCCX - (310) - 22 de junho de 2013


“Horror” pode parecer uma palavra muito forte para a mudança de direção dentro da Fraternidade Sacerdotal São Pio X, que ficou finalmente clara um ano atrás. Contudo, se o inferno é horrível; se ninguém pode evitá-lo sem a fé; se a fé veio a estar em grande perigo em uma Igreja incapacitada pelo Vaticano II, mas uma fortaleza de verdadeira fé foi miraculosamente estabelecida dentro da Igreja incapacitada; e finalmente, se essa fortaleza está agora sendo também incapacitada, então “horror” pode não ser mais uma palavra tão forte.

A FSSPX não caiu ainda completamente, mas já percorreu grande parte da queda, e poderá completá-la. A liderança que tem promovido habilmente essa queda nos últimos 15 anos continua no poder. Ela seguiu o Arcebispo Lefebvre enquanto ele viveu, mas nunca entendeu, ou resolveu deixar de entender, porque ele fundou a Fraternidade em primeiro lugar, a saber, para resistir à queda do clero conciliar que procura levar a Igreja em sintonia com o corrupto, mas glamoroso, mundo moderno. Uma vez que ele não estava mais lá, esses líderes foram todos logo re-possuídos pelo glamour.

No momento eles estão arrastando para baixo consigo uma série de padres antigos da FSSPX, e estes estão deformando os mais jovens. Quanto aos sacerdotes mais velhos, tal como depois do Concílio Vaticano II, aqueles formados pelo Arcebispo podem estar atormentados pelo fato de a Neo-fraternidade estar distorcendo a sua formação, e assim ficarão a menos e até eles tomarem a decisão de seguir o fluxo, e para isso suas consciências vêm sendo anestesiadas. Quanto aos sacerdotes mais jovens, tal como depois do Concílio Vaticano II, tendo sido normalmente deformados pela nova direção, apenas por si mesmos podem encontrar a antiga direção, já que eles não estão sendo ensinados sobre quem o Arcebispo realmente foi. Com efeito, os seminários da FSSPX estão sendo lentamente transformados em neo-seminários. Deve-se tomar cuidado ao recomendá-los para as vocações.

E em relação ao topo da FSSPX? Aqui está o pensamento recente de quem é completamente familiarizado com o modelo doutrinário do Arcebispo. Durante muito tempo este foi o seu defensor, mas desde que as discussões doutrinárias de 2009 a 2011 demonstraram que Roma estava insistindo em seu erro doutrinário, agora, em 2013, ele também aprova o colapso da Fraternidade iniciado no Capítulo de 2012, quando renunciou a um acordo doutrinal e definiu condições estabelecidas para um acordo meramente prático. No entanto, ele está contente que na prática o colapso não tenha dado nenhum fruto! Sem dúvida isto se deu apenas porque os romanos ainda não pensam que o colapso tenha sido suficientemente completo. Mas ele ainda olha adiante, para os líderes da FSSPX renovando os contatos com o novo Papa, como se depois de meio colapso eles não estivessem se arriscando a colapsar completamente enquanto rastejam de volta para Roma em busca de reconhecimento canônico para a FSSPX.

O que aconteceu com a sua mente? Como muitos bons padres sob o tirânico Paulo VI depois do Vaticano II, ele tem se perdido da divina doutrina e está se deixando ir com o fluxo humano. Sua consciência não pode estar tranquila, mas sua vontade provavelmente está preparada para preferir o bem aparente da FSSPX ao bem real da Fé, que é incompatível com a submissão aos seus poderosos inimigos. Ao pronunciar sua solidariedade com os líderes da Fraternidade que querem tal submissão, ele pode não perder a própria fé, mas com sua nova brandura para como os apóstatas Romanos, arrisca facilitar bastante para que várias outras almas comecem a perder a verdadeira fé.

Quanto aos líderes da FSSPX, estão atolados em duplicidade, pois continuam tendo que enganar a si mesmos e aos que são fiéis à religião de Deus e ao Arcebispo Lefebvre, enquanto, na realidade, estão querendo pertencer à Igreja mainstream dedicada à nova religião do homem. A perda das almas e a duplicidade são um duplo horror.

Kyrie eleison.

Nenhum comentário:

Postar um comentário