Meu Deus eu Creio, Adoro, Espero e Amo-Vos. Peço-Vos perdão para todos aqueles que não creem, não adoram, não esperam e não Vos amam.

Translate

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Translate Formação Católica

17 maio 2015

A SAGRADA COMUNHÃO

Quem vem é Jesus, teu Mestre, teu Senhor, teu irmão, teu amigo.

E a quem vem? – Tu que vais receber quem és?
És uma criatura que ele fez, és nada, porque nada do que possuis deves a ti mesmo, senão que tudo vem de Deus.

Tu és aquele servo inútil, que lhe deve dez mil talentos de benefícios e graças, aos quais não correspondestes; e não só és servo inútil senão revoltoso e infiel, que muitas vezes lhe dissestes com tuas obras, que não querias mais servir-lhe, e até te entregastes voluntariamente ao serviço de seu inimigo o demônio.

Tu és o discípulo desaproveitado, que te negaste a ouvir sua doutrina, e se a ouvias, não queria cumpri-la. Tu fostes o traidor, que correspondeste á amizade de Jesus, vendendo-o por um interesse mesquinho, ou entregando-o a seus inimigos por não privar-te dum pequeno prazer.

Tu és irmão de Jesus, por que Ele assim te chama; quantas vezes, porém, foste o infame Caim, que derramastes com teu pecados o sangue inocente de teu irmão Jesus!

És filho, mas filho prodigo, que mal-gastaste as graças, pisastes o sangue de Cristo, e foste para longe de teu Pai, ao acampamento de seus inimigos!

Tua alma foi criada para ser esposade cristo que quer unir-se a ti com a maior união possível, qual é a união do alimento com a pessoa que come; mas que infidelidade tão cruel usaste com Jesus!

Quantas vezes o preferistes as coisas mais imundas da terra! Tu és conviva de Jesus, do mesmo Deus que te convida a comer com Ele, mas que vestido sujo e imundo o que levas a este banquete!

Ah! Tu que fostes chamado por Jesus seu amado, seu amigo, tu a quem Ele regalou mais até do que extremosa mãe afaga e acaricia o filhinho de suas entranhas, tu, ah! Te apartaste de Cristo, lhe viraste as costas, e ficastes voluntariamente andrajoso e pobre!... e todavia a ti, sim, a ti quer vir Jesus, quer entrar em tua alma quer ter nela todas suas delicias!
Jesus vem para servir-te de alimento!

Ele vem a ti para que como criança na virtude te alimentes desse leite dulcíssimo, desse corpo sacratíssimo e puríssimo, formado pelo Espírito Santo do sangue preciosissimo de Maria.

Vem a ti esse Deus escondido para tomar posse de teu coração e fazer dele um céu onde more Deus, um templo em que Ele seja sempre adorado.

Vem a ti para alimentar-te com amor, como alimenta a mãe e seu filhinho; para dar-te o pão do céu, o verdadeiro manná que te dá força para passar pelo deserto deste mundo a tua verdadeira terra prometida, que e o céu. Vem a ti como delicioso vinho do céu, para inebriar tua alma de gozos celestiais e despegá-las das coisas criadas.

Vem a ti para esconder-te dentro de seu coração e guardar-te lá de todos os teus inimigos e perigos.

Ah! Jesus é o mais rico de todos, o único verdadeiramente rico, e ele vem a ti porque deseja comunicar-te suas graças e enriquecer-te de seus dons; vem a ti para dar-te e experimentar prazeres que não se conhecem neste mudo; vem ter contigo, conversar a sós, comunicar-te, como bom amigo, seus segredos, abrir-te como bom Pai seu coração e advertir-te do que em ti lhe desagrada.

Vem a ti por que é teu verdadeiro amigo e quer estar contigo quer dar-te o osculo de paz e o abraço de caridade; quer como esposo dulcíssimo das almas introduzir-te no escondido de suas chagas, no âmago do seu coração.

Vem Jesus, a Sabedoria do Pai, instruir-te nas coisas que te importam. Vem comunicar contigo com mais confiança do que comunicava com seus discípulos, converter-te com mais amor e persuasão que a mulher samaritana.

Vem a tia com maior benignidade da com que ia para curar o servo do centurião: vem visitar-te, vem convidar-te, vem trazer-te o vestido da divina graça, vem fazer-te verdadeiro filho de Deus, vem dar-te as virtudes de que precisas, vem convidar-te, á glória, tua verdadeira pátria.

Do Livro; DEVOTO JOSEFINO, Padre Eusébio Sacristán Villanueva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário