Meu Deus eu Creio, Adoro, Espero e Amo-Vos. Peço-Vos perdão para todos aqueles que não creem, não adoram, não esperam e não Vos amam.

Translate

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Translate Formação Católica

08 setembro 2015

SEGREDO DE FÁTIMA - COMENTÁRIO ELEISON - 324

SEGREDO DE FÁTIMA
CCCXXIV – (324) – (28 de setembro de 2013):

Mais uma vez uma reconstituição da terceira parte do Segredo de Fátima vem à tona, revelada pela Mãe de Deus à Irmã Lúcia de Fátima em 1917, no mês de julho. A Santa Virgem quis que ela fosse publicada no mais tardar em 1960, mas os pérfidos prelados no controle de Roma fingiram que a Virgem havia permitido que ela fosse publicada a partir de 1960, e até hoje permanece trancada. Das dicas sobre seu conteúdo reveladas por uns poucos clérigos que tiveram acesso a ele, muitas tentativas têm sido feitas para reconstituí-lo. Essa última tentativa tem muito a seu favor. Aqui está a sua história.

O Cardeal Ottaviani (1890-1979) foi um alto clérigo sob os Papas Pio XII, João XXIII e Paulo VI, principal protetor da Fé de 1959 a 1968. Tendo lido o Segredo, mas obrigado a manter o sigilo, ele achou um jeito de revelá-lo sem o revelar. Adicionando conteúdo a fim de tornar o Segredo original duas a três vezes mais longo, ele permitiu que a versão estendida fosse publicada, particularmente em uma revista alemã chamada Neues Europa. Mas as autoridades do Vaticano puderam facilmente rejeitá-la sob a alegação de ser falsa, como é até hoje considerada, porque era sabido que o Segredo original tinha apenas 25 linhas escritas à mão.

Contudo, o Cardeal tinha um amigo, Dom Luigi Villa (1918-2012), um padre valente e defensor da verdadeira Igreja, especialmente contra a maçonaria. Em algum momento o Cardeal revelou ao Pe. Villa exatamente quais partes da longa versão pertencia ao Segredo original, e Dom Villa, por sua vez, disse o mesmo a seu fiel colaborador leigo, o Dr. Franco Adessa, que acaba de colocar a mesma informação em um livro recentemente publicado na França. Aqui então estaria o Terceiro Segredo original:

“Um grande castigo cairá sobre toda a humanidade, nem hoje, nem amanhã, mas na segunda metade do século vinte. Em nenhum lugar do mundo há ordem, e Satanás reinará nos mais altos postos, determinando o curso dos eventos. Ele conseguirá trilhar o seu caminho até o topo da Igreja. Para a Igreja também virá o tempo de suas maiores provações. Cardeais irão se opor a cardeais, bispos irão se opor a bispos. Satanás marchará entre eles, e ocorrerão mudanças em Roma. O que está podre irá cair, o que cair não irá se reerguer. A Igreja será obscurecida e o mundo dominado pelo terror. Uma grande guerra ocorrerá na segunda metade do século vinte. Fogo e fumaça cairão do Céu, as águas dos oceanos se tornarão vapor, a espuma do mar irá subir, destruindo e inundando tudo. Milhões e milhões de homens morrerão entre uma hora e outra, enquanto aqueles que sobreviverem invejarão os mortos. A morte estará em todo lugar por causa dos erros cometidos pelos loucos e pelos capangas de Satanás, que então, e só então, reinará sobre o mundo. Finalmente, enquanto aqueles que sobreviverem a esses eventos permanecerem vivos, proclamarão Deus e Sua Glória mais uma vez, e servirão a Ele como o homem costumava fazer quando o mundo ainda não havia se tornado tão perverso”.

Pe. Nicholas Gruner, um especialista em Fátima, acha que essa versão do Segredo pode estar incompleta, faltando uma menção ao Apocalipse e a ação recomendada. Alguém pode também objetar que a segunda metade do século vinte veio e se foi sem nenhuma guerra mundial. Mas os loucos não têm fomentado a guerra no Oriente Médio, continuamente, desde bem antes do ano 2000 até hoje? E é digno de nota que cada frase nessa versão do Segredo ocorre na versão da Neues Europa (acessível na internet), em meio a um material retirado ou copiado de outras fontes piedosas.

De qualquer modo, possa Deus verdadeiramente ter piedade de todos nós e nos deixar rezar o Rosário sem cessar.
                                                                                             
Kyrie Eleison    

Nenhum comentário:

Postar um comentário