Meu Deus eu Creio, Adoro, Espero e Amo-Vos. Peço-Vos perdão para todos aqueles que não creem, não adoram, não esperam e não Vos amam.

Translate

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Translate Formação Católica

21 maio 2015

PROTESTANTISMO - Maldito o homem que confia no homem.


A Sagrada Escritura Ensina: "Maldito o homem que confia no homem"( Jer. XVII, 5).



O monge apóstata e herege blasfemador Lutero rejeitando a Cristo e sua Igreja Cf São Mateus XVI,18, criou com sua revolta em 1517 a doutrina do Livre Exame, doutrina essa que junto com o Sola Scriptura, Sola Gracia e Sola Fides, se tornaram os fundamentos da heresia protestante.

O Livre Exame consiste em rejeitar a interpretação oficial da Igreja de Católica, ensinando que cada indivíduo através de sua leitura da Sagrada Escritura possui autoridade para interpretá-la pessoalmente, conforme é claro suas convicções e conveniências.

A deforma do cristianismo pelo movimento protestante teve inicio em 1517, dali em diante aqueles "que não podendo suportar a sã doutrina da salvação" II Tim. IV,3 aderiram a loucura de seu novo mestre e passaram a rejeitar a Igreja que Cristo fundou sob a Pedra (Cefas, São Pedro) e a confiar no homem, ou seja em si mesmo e nos falsos pastores.

Os ignorantes que aderem a heresia diabólica do protestantismo ignoram que Deus não enviou as Sagradas Escrituras a uma gráfica para que colocassem nelas capa e zíper e a disponibilizassem na livraria mais próxima para que os cristãos da época pudessem comprá-las, as lesse e interpretassem como bem quisessem.

A Bíblia Sagrada é criação da Igreja Católica que reuniu os livros Sagrados do Velho Testamento com os Evangelhos, Atos, Cartas dos Apóstolos e Apocalipse de São João, este último por exemplo fora escrito somente por volta do ano 100 de nossa era, quando São João se encontrava exilado na ilha de Patmos. A Igreja teve todo o trabalho de reunir os escritos dos santos apóstolos ao longo de vários anos, reproduzi-los a mão e assim criar o Novo Testamento.

E somente 1517 anos depois de Cristo, Lutero o filho de satanás, teve a audácia de profanar as Sagradas Escrituras retirando delas 7 livros, criando assim a Falsa "bíblia", o livro aleijado da reforma protestante, que é este livro que todo protestante carrega embaixo do braço, como se este fosse realmente a Bíblia Sagrada.

Católicos Não se Enganem, O Protestantismo é Demoníaco!

Muitos Católicos se assustam com os cultos pagãos, afro e nativo-americanos e não se dão conta que o protestantismo é tão diabólico quanto estes, porém o protestantismo oferece muito maior perigo, pois uma mentira é tão mais perigosa quanto maior for seu aspecto de verdade, exteriormente a maioria dos protestantes reconhecem que Cristo é Deus, muitos deles creem na trindade, muitos decoram as leituras de sua falsa bíblia, como se isso significasse algo, pois o demônio ao tentar Cristo também demonstra claramente que tem as escrituras decoradas. Um Católico jamais deve participar dos cultos em seitas protestantes ou contribuir ativa ou passivamente com a obra destes hereges blasfemos. A Sagrada Escritura nos adverte: "Não tenhais cumplicidade com as obras das trevas” (Efésios V,11). Um Católico que frequenta cultos protestantes ou os promove de qualquer maneira que seja, trabalha diretamente para o demônio.

Por que não devemos participar dos amaldiçoados cultos dos hereges protestantes?

O protestantismo é fruto da revolta de ex monge Lutero, contra a Igreja Católica no ano de 1517, que assim como diabo por sua revolta contra Deus, carregou consigo uma terça parte dos anjos para o abismo, assim também fez Lutero carregando uma "terça parte" dos reinos Católicos para a heresia e para o inferno.

O protestantismo é anti-bíblico, analisemos por exemplo a doutrina do Livre Exame pregada largamente por todas as seitas protestantes, e que os faz dividir em mais e mais:

Não há em lugar algum na Sagrada Escritura que diga: "Leia a Bíblia" e/ou "Entenda-a como quiser". Pelo contrário trata-se de um ensinamento condenado. No judaísmo o POVO jamais tomou as Sagradas Escrituras e interpretou as profecias como ensinou o herege blasfemador Lutero. No Sermão da Montanha isto fica claro pois por cinco vezes Cristo usa o verbo ouvir e não o verbo ler: "Ouvistes o que foi dito aos antigos: ‘Não matarás...’" (São Mateus. V, 21). Ora, isso não "foi dito aos antigos". Foi escrito. Apesar disso ter sido escrito e não dito, Jesus Cristo, ao citar o livro de Moisés, diz ao povo: "Ouvistes" e não "lestes". E diz "ouvistes", porque normalmente o povo judeu ouvia a leitura da Escritura nas Sinagogas, onde era lida pelos Mestres: os Rabis e Doutores da Lei.

O protestante é um cego, guiado pela cegueira da arrogância, soberba e vaidade. 

Nosso Senhor Jesus Cristo, de uma multidão de milhares de discípulos que o seguiam, escolheu e separou apenas 12 para serem seus apóstolos e pregar o Evangelho.
Disse Lhes Jesus: "Ide, pois, e ensinai a todas as gentes..." (São Mateus. XXVIII, 19).

Não disse-lhes Jesus: "Escreverei a bíblia, imprimirei-a distribuirei a cada um destes milhares para que leiam e interpretem da forma que bem entenderem. 
Deus também, não entregou os 10 mandamentos ao povo, Deus entregou-a somente ao seu servo Moisés para que este desse a instrução ao povo.

Na Sagrada Escritura está escrito: "O sábio investigará a sabedoria de todos os antigos, e fará o seu estudo nos profetas. Conservará no seu coração as instruções dos homens célebres, e penetrará também nas subtilezas das parábolas. Indagará o sentido oculto dos provérbios, e ocupar-se-á dos enigmas das parábolas (Sir.XXXIX, 1-3) e "A glória de Deus está em encobrir a palavra, e a glória dos Reis é investigar o discurso". (Prov. XXV,2).

 O vaidoso, arrogante e soberbo protestante se vê como Sábio e Rei, apto a investigar o discurso, ele não age com humildade como o servo da Rainha de Candace que diz a São Felipe que o questiona se entende o que lê; ‘Como o poderei (eu compreender) se não houver alguém que me explique? (At. VIII, 30-31).

Cristo não deu poder a todos de interpretar as Sagradas Escrituras, mas somente aos seus apóstolos e aos sucessores de seus apóstolos.

Disse-lhes Jesus: "Porque a vós é concedido conhecer os mistérios de Reino dos céus, mas a eles não lhes é concedido. (...) Por isso lhes falo em parábolas, porque, vendo, não vêem, e ouvindo, não ouvem, nem entendem" ( São Mateus, XIII, 10 e 13).

E o amaldiçoado Lutero 1517 anos depois de Cristo pregou um Evangelho diferente, contrariando a Cristo e ensinando o Livre Exame da Sagrada Escritura. Hoje os infelizes protestantes de todos os naipes pregam aos infelizes que os aceitam ouvir, a mesma doutrina diabólica, do Livre Exame, pregam eles sempre, Leia a Bíblia, Leia a Bíblia, Leia a Bíblia. Como se a fé viesse por meio da leitura, o que contraria mais uma vez a Bíblia Sagrada, pois São Paulo nos ensina: "Por isso Isaías diz: ‘Senhor, quem creu em nossa pregação?’ (Is. LIII,1 e LII, 7) "Logo, a Fé é pelo ouvido, e o ouvido pela palavra de Cristo" (Rom. X, 16-17).

O protestante crê que a Fé vem pela Leitura e por isso prega incansavelmente "Leia a Bíblia", a Sagrada Escritura desmente-os: "A Fé vem pelo ouvido"!

O protestante lê a bíblia mas ignora que a Letra Mata, pois sua alma é uma alma morta:  "Deus nos fez idôneos ministros do Novo Testamento, não pela letra, mas pelo espírito, porque a letra mata, mas o espírito vivifica"(II Cor. III, 6).
São João nos Ensina: "Quem conhece a Deus, nos ouve, quem não é de Deus, não nos ouve. Nisso distinguireis o espírito da verdade e o espírito do erro" (I São João. IV,6).

Lutero o blasfemador ensinou em 1517 o Livre Exame da sua deturpada "bíblia", São Pedro, Pedra em que Cristo edificou sua Igreja, e que entregou a ele as chaves do Reino dos Céus, chamado a apascentar, suas ovelhas e confirmar seus irmãos ensina o contrário:  "Nenhuma profecia é de interpretação particular" (II São Pedro. I, 20).

A soberba e arrogância protestante prejudica a inteligência, são cegos ao meio-dia. 

Não são capazes de entender que só Há um Cristo, Uma Verdade, "Um só Senhor, uma só fé, um só batismo" São Paulo, Carta aos Efésios IV,5.

Por isso hoje entre as dezenas de milhares de seitas protestantes o que não falta entre elas é desentendimento e contradições.

Algumas pregam Cristo é Deus, outras não, umas creem que a Santíssima Trindade é Deus, outras não, umas creem que Maria é Mãe de Deus, outras não, algumas creem que os mortos estão conscientes na outra vida, já outras dizem não, estão inconscientes, umas dizem ser o Batismo necessário para a salvação outras não, umas creem no pecado original outras não, uma batizam as crianças, outras não, umas aceitam o aborto outras não, umas aceitam o divórcio outras não, algumas aceitam segundas uniões outras não, umas pregam o pentecostalismo outras não, umas pregam a teologia da prosperidade outras não, algumas dizem que as mulheres podem ser pastoras, outras não.... É uma verdadeira babel de erros, confusões e distorções da Sagrada Escritura, e essa confusão não tem fim.... pois cada protestante se enxerga como um legítimo interprete das Escrituras e Profecias, cada indivíduo se declara "igreja" cada cabeça é uma sentença, de modo que há tantas interpretações quanto protestantes.

É uma verdadeira blasfema contra o Espírito de Deus, pois afirmam que é o Espírito Santo que os ilumina, logo o Espírito de Deus seria gerador do erro, da confusão e da mentira.

O próprio heresiarca Lutero lamentou ao ver os frutos de sua doutrina diabólica, o espetáculo de seus escritos faz as seguintes observações: 

"Este aqui não ouvirá falar do Batismo, e aquele nega o sacramento, outro põe um mundo entre isto e o último dia: alguns ensinam que Cristo não é Deus, alguns dizem isto, alguns dizem isso: há tantas seitas e credos como há tantas cabeças. "Nenhum rústico é tão rude quando ele tiver sonhos e fantasias, e pensar que é inspirado pelo Espírito santo e deve ser um profeta." 
De Wette III, 61. citado em O'Hare, Os fatos sobre Lutero, 208.

"Nobres, cidadãos, camponeses, parece que todas as classes entendem o Evangelho melhor que eu ou São Paulo. Eles são agora sábios e se pensam mais entendidos que todos os ministros."
XIV de Walch, 1360. citado em O'Hare, Ibid, 209.

"Nós concedemos como devemos nós, que tanto disso que eles (a Igreja católica) diga é verdade: que o papado tem a palavra de Deus e o escritório dos apóstolos, e que nós recebemos Bíblia Santa, Batismo, o Sacramento, e o púlpito deles. O que conheceríamos nós estes se não eram para eles?"
Sermão no evangelho de St. John, rachaduras. 14 - 16 (1537), em vol. 24 dos trabalhos de Luther, St. o Louis, Mo: Concordia, 1961, 304.

Tudo isto e muito mais foi escrito pelo fundador da Reforma, só pouco tempo depois quando ele notou o caos que tinha criado. Antes deste tempo, Munzer tinha corrido nesta direção, em 1521, o mesmo ano que Lutero fugiu, Zwingli, tinha corrido em outra direção, Calvino numa outra, todos eles espalhando as ovelhas e levando o rebanho a dispersão.

A Verdade é apenas UMA, Cristo é Só Um, e somente sob Pedro Ele fundou a Igreja e somente a São Pedro confiou as suas ovelhas.

Fora da Igreja Católica, Fora da Barca de Pedro, não há Salvação!

Nenhum comentário:

Postar um comentário